top of page
Buscar
  • Foto do escritorRedação G7

Guarujá supera índice da OMS e quase dobra número de leitos de UTI para cada 10 mil habitantes

Rede municipal de saúde recebeu recentemente 26 novos leitos: 10 de UTI no HSA e outros 16 de suporte avançado (UTI), todos específicos para Covid-19. Agora, são 53 leitos de UTI na Cidade

Nesta semana, a rede municipal de saúde de Guarujá ganhou o reforço de 26 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e de suporte avançado, todos específicos aos pacientes infectados pelo novo coronavírus. Dessa forma, a Cidade supera o índice preconizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de pelo menos um leito de UTI para cada 10 mil habitantes. Atualmente, Guarujá possui mais de 320 mil habitantes.

Passada a pandemia da Covid-19, Cidade passará uma oferta de 53 leitos de UTI destinados a todas as patologias, aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Esse volume estará distribuído entre o Hospital Santo Amaro (equipamento filantrópico) e a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Doutor  Matheus Santamaria, a UPA Rodoviária. Até o início do ano, Guarujá tinha apenas 27 leitos de UTI nos dois equipamentos. Por conta da pandemia, a Secretaria de Saúde estruturou novos leitos de UTI adulto, com respiradores.

Para a Administração Municipal, o incremento de leitos entregues nos últimos dias é uma ação importante e há tempos desejada. “Que desta forma consigamos atender aos nossos munícipes nas situações de emergência que dependem de cuidados intensivos e que até então não eram suficientes, nem mesmo em nossa região metropolitana”.

Além disso, todo o investimento realizado pela Prefeitura no enfrentamento à pandemia será incorporado à Municipalidade. “São equipamentos, mobiliários e novos leitos que a Cidade recebeu e que ficarão para atendimento aos pacientes SUS assim que a epidemia acabar”.

UPA Rodoviária ganha Complexo de Urgência e Emergência com 16 novos leitos

Na última terça-feira (4), a Prefeitura entregou 16 novos leitos de suporte avançado na UPA Rodoviária, inaugurando então uma nova ala intitulada Complexo de Urgência e emergência. Trata-se de uma estrutura semelhante a de uma UTI, mas que por estar instalada dentro de uma unidade pré-hospitalar, no caso a UPA, não é denominada como tal.

Segundo o secretário de Saúde de Guarujá, o complexo no PAM abarcará um novo modelo de atendimento. “Será mais resolutivo, pois possibilitará tratamento mais eficiente nos casos necessários, e novos respiradores para melhorar a assistência nas Upas. Também foi possível a implantação de leitos de UTI que permanecerão na estrutura hospitalar local (SUS)”.

Antes, o PAM contava com apenas sete leitos de suporte avançado (UTI – geral) e ao longo da pandemia da Covid-19, recebeu mais 20 (exclusivos para Covid). E a partir do trabalho de reestruturação da Secretaria de Saúde, após a pandemia, serão 23 leitos (gerais) permanentes disponibilizados à população usuária da rede municipal. Ainda sobre novos leitos, a unidade já havia recebido outros 14 leitos de enfermaria, específicos aos infectados pela Covid-19. Com isso, o equipamento tem hoje 44 leitos, entre Covid e demais patologias.

Hospital Santo Amaro ficará com 30 leitos SUS de UTI pós-pandemia

Na última segunda-feira (3), o Hospital Santo Amaro (HSA) recebeu 10 novos leitos de UTI Covid (SUS), viabilizados pela Prefeitura em parceria com a Sociedade Santamarense de Beneficência de Guarujá, mantenedora do hospital. Em abril deste ano, o local também ganhou os primeiros 10 leitos de UTI, específicos para o novo coronavírus.

Somados aos 20 leitos de UTI (geral) que já existiam antes da pandemia, o Hospital permanecerá com 30 leitos de UTI aos pacientes da rede municipal, já que os primeiros 10 instalados para Covid são leitos provisórios.


0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page